Este espaço destina-se à divulgação de Noticias, Ideias e Pensamentos e ao debate de temas relacionados com o Mar, a Politica, a Cidadania, o Turismo, a Sociedade e a Cultura em geral. FOI ADICIONADO UM CONTADOR A PARTIR DE NOVEMBRO DE 2010
Segunda-feira, 13 de Janeiro de 2014
Eusébio no Panteão Nacional? PORQUE?

Quando os políticos por populismo, por interesses partidários, por agendas eleitorais, passam a banalizar o Panteão Nacional, mais não fazem que desrespeitar a memória dos que já lá estão e dos que nunca para lá foram.

 

Afirmar que Eusébio foi alguém que se notabilizou a dar pontapés numa bola é a maior das verdades. Afirmar que Eusébio foi usado pelo regime fascista para lavar a cara da ditadura de Salazar e Caetano, também é uma grande verdade!

 

O regime fascista serviu-se de Eusébio para tentar branquear o racismo, o colonialismo, para tentar minorar os efeitos da luta dos povos das ex-colónias a nível internacional, quer queiramos quer não Eusébio foi utilizado para como factor de domínio de massas pelo regime fascista, não por sua culpa mas por culpa dos fascistas que dominavam e oprimiam o povo português.

 

Na sua ingenuidade e simplicidade Eusébio foi elevado ao estatuto de herói nacional quando marcou 4 golos á Coreia do Norte em 1966, quando o antigo regime num cenário de mais de 70% de analfabetismo em Portugal, utilizava o Futebol, o Fado, (adoro fado), e Fátima (a religião no seu todo), para dominar e instrumentalizar as consciências dos portugueses.

 

Eusébio foi utilizado como produto de venda quando depois de afectado fisicamente era obrigado a jogar em jogos internacionais para garantir receitas do clube.

 

Eusébio foi uma grande figura do futebol nacional e internacional, mas quantos portugueses não foram grandes figuras do desporto? São muitas as figuras do deporto que fizeram subir a Bandeira portuguesa e tocar o Hino Nacional nos jogos olímpicos, nos campeonatos europeus e mundiais!

E o José Mourinho, e o Luís Figo, e o Cristiano Ronaldo, (que se conservem por cá muito tempo),vão todos ser sepultados no Panteão Nacional?

 

Não retiremos o mérito a Eusébio, mas não confundamos a obra politica, social, cultural, artística, não confundamos aqueles que defenderam esta nação desde a sua fundação com o seu intelecto, com a própria vida, para que hoje fosse isso mesmo, Uma Nação, a Nossa Pátria. Não os comparemos com os elevados ao estatuto de heróis por marcarem golos no futebol.

 

A Lei n.º 50/2000, de 29 de Novembro, explicita a finalidade do Panteão Nacional: nº 1 do Artigo 2:

“As honras do Panteão destinam-se a homenagear e a perpetuar a memória dos cidadãos portugueses que se distinguiram por serviços prestados ao País, no exercício de altos cargos públicos, altos serviços militares, na expansão da cultura portuguesa, na criação literária, científica e artística ou na defesa dos valores da civilização, em prol da dignificação da pessoa humana e da causa da liberdade”.

 

O Panteão Nacional é um monumento aos “que por obras valerosas, se vão da lei da Morte libertando. Luís Vaz de Camões”.

Não banalizemos o Panteão Nacional!

 

António Lemos

 

Foto: IGESPAR, http://www.igespar.pt/pt/monuments/51/

 



publicado por António Lemos às 01:18
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Anti-fascista a 13 de Janeiro de 2014 às 01:45
Por este artigo se vê o porquê do estado a que este país chegou... Só faltou elogiar a presença do porco fascista carmona no panteão...


De Antonio Lemos a 17 de Janeiro de 2014 às 10:43
Os fascistas que foram sepultados no panteão Nacional, António Óscar Carmona e o ditador Sidónio Pais, foram-no durante a ditadura fascista antes da revolução de 25 de Abril de 1974.

Poder-se-ia questionar a legitimidade da sua permanência principalmente depois de ser aprovada a Lei n.º 50/2000, de 29 de Novembro que define quem deve ser sepultado no Panteão Nacional.

Nº 1 do Artigo 2, “As honras do Panteão destinam-se a homenagear e a perpetuar a memória dos cidadãos portugueses que se distinguiram por serviços prestados ao País, no exercício de altos cargos públicos, altos serviços militares, na expansão da cultura portuguesa, na criação literária, científica e artística ou na defesa dos valores da civilização, em prol da dignificação da pessoa humana e da causa da liberdade”.

No entanto por razões históricas e para que a memória se não apague não considero que a permanência das referidas figuras deva sair de onde estão.

Devemos pugnar para que figuras de cidadãos que se distinguiram na cultura na arte na ciência e principalmente na defesa dos valores da civilização, na dignificação da pessoa humana e na causa da liberdade sejam homenageados com a sua presença no Panteão Nacional.

Estou a falar de Prémio Nobel da Fisiologia e Medicina (1949) António Caetano de Abreu Freire Egas Moniz, Aristides de Sousa Mendes, Luísa Todi, Sophia de Mello Breyner Andersen, Salgueiro Maia, Álvaro Cunhal, José Afonso e o Nobel de Literatura (1998) José Saramago.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

VISITA A ESCAROUPIM, UMA ...

PSP de Cascais interrompe...

A Margarida Partiu, a dor...

VIVA FIDEL!

Thermopylae. História do ...

Diana Johnstone, Hillary ...

“A Linha de Cascais Está ...

Faina Maior – A pesca do ...

A DÚVIDA! Madre Teresa de...

Charlie Chaplin, “O Melho...

E OS ASSASSINOS GRITAM EU...

Defender a Escola Pública

Telescópio Hale

HÁ ANIMAIS A SEREM MAL TR...

40 Anos da Constituição d...

EU VOTO EDGAR SILVA!

O ALMIRANTE PORTUGUÊS – R...

Noam Chomsky: “A pior cam...

Caiu o Governo de direita...

Luta pela Paz, questão ce...

arquivos

Maio 2017

Março 2017

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Abril 2016

Janeiro 2016

Novembro 2015

Outubro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

favoritos

“A FESTA DO AVANTE”, MIGU...

links
Contador
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds